Promoção!

Uma cidade flutuante

A viagem do autor à América, em 1867, no maior navio de ferro alguma vez construído, levou diretamente à criação de Uma cidade flutuante. Júlio Verne pinta um retrato realista do lugar-comum, dos acontecimentos quotidianos que ocorreram durante as viagens oceânicas daqueles tempos, acrescentando ao mesmo tempo algum romantismo ao ambiente do navio. Embarcamos no Great Eastern, numa viagem de Liverpool a Nova Iorque. Esta longa viagem marítima, num navio tão grande quanto uma cidade, os locais e as paisagens que se desenrolam à frente dos passageiros, e as impressões duradouras de Nova Iorque e das Cataratas do Niágara compõem o cenário do romance. Contudo, esta é também uma história de amor e coragem: uma mulher desesperada, que viaja com o seu marido abusivo, descobre que o homem que ela realmente ama realiza a mesma viagem. A bordo do navio encontramos um concentrado da sociedade da época, e vivemos todas as intrigas possíveis nos seus bastidores, por vezes um pouco perturbadores. Mais do que um simples hino ao progresso, este romance é uma fotografia da sociedade do fim do século XIX.

5.95

Em stock

REF: 9789899126381 Categorias: ,

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

04-2023

Idioma

Português

Páginas

144

Sobre o Autor

Júlio Verne

Júlio Verne nasceu a 8 de fevereiro de 1828 em Nantes, em França. O seu pai, com a intenção de conseguir que o seu filho seguisse os seus passos como advogado, enviou-o para Paris para estudar Direito. Mas o jovem Verne apaixonou-se desde cedo pela literatura, especialmente pelo teatro. Verne casou em 1857 e trabalhou como corretor na Bolsa de Valores de Paris durante vários anos. Durante este tempo, continuou a escrever, a conduzir pesquisas na Bibliothèque Nationale, e a sonhar com um novo tipo de romance – um romance que combinasse factos científicos com ficção de aventura. Publicou o seu primeiro livro em setembro de 1862, Viagens Extraordinárias, que imediatamente se tornou um best-seller internacional, e Pierre-Jules Hetzel, editor de Verne, ofereceu-lhe um contrato a longo prazo para escrever muito mais obras de "ficção científica". Mais tarde, Verne deixou o seu emprego na bolsa de valores para se tornar escritor a tempo inteiro, lançando o que viria a revelar-se uma colaboração autor-publicador de grande sucesso que durou mais de 40 anos. Durante o século XX, as obras de Verne foram traduzidas em mais de 140 línguas, tornando-o um dos autores mais traduzidos do mundo.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Uma cidade flutuante”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *