Promoção!

Um quarto só seu

Este livro baseia-se em duas palestras que a autora deu nas universidades de Cambridge e de Newnham, as primeiras instituições académicas, em 1928, a permitir a matrícula de estudantes mulheres.  O célebre ensaio de Woolf aborda o estatuto das mulheres, e das escritoras em particular, argumentando que uma mulher precisa do seu próprio quarto e independência financeira para escrever. Woolf argumenta que séculos de sexismo e desvantagens económicas e educacionais asfixiaram a imaginação das mulheres. Ela usa o caso hipotético da talentosa, mas pouco instruída, irmã de William Shakespeare, que comete suicídio depois de ter sido desencorajada de seguir qualquer caminho profissional que não fosse o trabalho doméstico. Woolf elogia a obra de mulheres como Jane Austen, George Eliot, e as irmãs Brontë por terem quebrado o molde dos papéis femininos tradicionais, e conclui argumentando que os génios não se identificam estritamente com nenhum dos sexos. Encoraja os seus leitores a escrever, alegando que a liberdade de o fazer é essencial para a liberdade intelectual. O presente ensaio, escrito ao estilo da prosa viva e graciosa de Woolf, demonstra os mesmos impressionantes poderes descritivos dos seus romances e ecoa o seu tom de deliciosa conversação.

5.95

Esgotado

REF: 9789899126527 Categoria:

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

01-2023

Idioma

Português

Páginas

120

Sobre o Autor

Virginia Woolf

Adeline Virginia Stephen nasceu a 25 de Janeiro de 1882, em Londres. Ambos os progenitores já tinham sido casados e todos os oito filhos viviam com os pais e um certo número de criados em Kensington. O primeiro colapso mental de Virginia ocorreu após a morte súbita da sua mãe em 1895. Stella, a sua meia-irmã, tomou conta da casa após a morte prematura, casou-se em 1897, e pereceu depois na sua lua-de-mel. O pai de Virginia nunca sufocou a sua ambição inicial de se tornar escritora, permitindo-lhe o acesso à sua enorme biblioteca. Ela nunca terminou a escola primária, pelo que a sua educação foi bastante atribulada. A morte do pai de Virginia Woolf, em 1904, desencadeou o seu segundo colapso mental. Não obstante, nos anos seguintes, Virginia tornou-se revisora das publicações académicas como o Guardian e Times Literary Supplement. Em 1912, Virginia casou com Leonard Woolf e os dois decidiram enveredar por uma carreira em jornalismo e na escrita. No ano seguinte, Virginia completou o seu primeiro romance, que só foi publicado em 1915, porque sofreu outro transtorno mental grave após o seu casamento. Como passatempo e forma de tratamento para Virginia, os Woolfs compraram uma pequena prensa de impressão manual em 1917. Virginia escreveu alguns contos experimentais, mandou imprimi-los, e acabou por se tornar editora em 1922. Tentou suicídio várias vezes, e pelo menos duas vezes foi colocada numa instituição. Suicidou-se no rio Ouse, em 1941, aos 59 anos de idade.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Um quarto só seu”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *