Os sonetos completos

4.95

Categoria: Etiqueta:

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

03-2020

Idioma

Português

Páginas

176

Sobre o Autor

Antero de Quental

Antero de Quental

Antero Tarquínio de Quental nasceu na Ilha de São Miguel, nos Açores, a 18 de abril de 1842. Desde cedo procurou dedicar o seu tempo à poesia, à filosofia e à política, mudando-se para Coimbra aos 16 anos, onde estudou Direito. Publicou os seus primeiros sonetos nesta cidade, em 1861, e durante os anos seguintes cultivou também a sua atividade política, nomeadamente no que diz respeito à manifestação de ideias socialistas e publicações revolucionárias. Foi um dos fundadores do Partido Socialista Português. Antero de Quental foi um político, um filósofo, um pensador e um grande poeta. Portador de um distúrbio bipolar, vivia quase que em estado de depressão permanente e, após o seu regresso a Ponta Delgada em 1891, acabou por cometer suicídio nesse mesmo ano.

A poesia de Antero de Quental reúne fases distintas que passam ora pela manifestação dos seus ideais socialistas e de instigação revolucionária, ora pela partilha e relato das suas experiências juvenis, ora, finalmente, pela poesia de tom metafísico, melancólico e existencial. Os seus sonetos oscilam entre otimismo e harmonia, desilusão e inquietação interior, através de uma permanente interrogação teórica em busca das respostas às questões universais que afligem a Humanidade.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Os sonetos completos”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

one × 3 =