O coração das trevas

O Coração das Trevas foi um dos primeiros vislumbres do mundo sobre a violência do Império Europeu em África. O enredo gira em torno de Marlow, um marinheiro introspetivo, e na sua viagem pelo Congo para ver Kurtz, um homem alegadamente idealista com um poder espantoso. Marlow aceita uma posição de capitão de barco fluvial com a Companhia, uma empresa comercial belga sediada no Congo. Marlow confronta-se com a ineficácia e a brutalidade generalizada nas estações da Companhia ao ir para África e mais tarde para o Congo. Os nativos da região foram forçados ao serviço, e sofrem terrivelmente com o excesso de trabalho e tratamento severo por parte dos agentes da Companhia. A crueldade e a miséria da empresa imperial contrasta fortemente com a selva impassível e majestosa que rodeia as colónias do homem branco, fazendo-as parecer pequenas ilhas no meio de uma vasta escuridão.

4.95

REF: 9789899067240 Categorias: , Etiqueta:

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

02-2022

Idioma

Português

Páginas

120

Sobre o Autor

Joseph Conrad

Joseph Conrad nasceu a 3 de dezembro de 1857 em Berdichev, na Ucrânia. O seu nome próprio era Jósef Konrad Walecz Korzeniowski, de origem polaca. O seu pai era um patriota polaco que foi exilado para a Ucrânia em consequência das suas ações políticas. Conrad começou apenas a aprender inglês aos vinte anos de idade. Ficou órfão aos onze anos de idade e foi colocado sob a supervisão do seu tio. Partiu para Marselha em 1874, onde entrou para a Marinha. Recebeu o seu Certificado de Mestre e nacionalidade britânica em 1886. Grande parte da sua obra foi inspirada nas suas viagens ao extremo Oriente. Deixou a Marinha em 1890 para se dedicar exclusivamente à literatura. Almayer’s Folly, o seu romance de estreia, foi publicado em 1895, e no ano seguinte mergulha no grande tema das desigualdades étnicas na obra An outcast of the islands. Nesta altura, casou com Jessie George. No entanto, sempre fora um génio no que toca à construção de personagens, demonstrando um tremendo domínio da linguagem e uma singular vitalidade narrativa enquanto criticava o colonialismo e denunciava a corrupção contida mesmo nos ideais elevados da sua época.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O coração das trevas”

O seu endereço de email não será publicado.

4 × three =