O caso do General Ople

Um breve, hilariante e satírico romance sobre conceitos sociais e amor na era vitoriana, contado através das personagens caricaturadas do General Wilson Ople, um militar reformado, e Lady Camper, a sua vizinha excêntrica. A narrativa principal sobre um caso de amor maduro entre os dois acompanha uma história paralela sobre a adolescente Elizabeth, a filha do General Ople, e o sobrinho de Lady Camper. As mulheres como condutoras da relação eram, na época, uma novidade; Ople apercebe-se de como tudo aquilo em que acredita, as simpatias sociais a que se esforça por aderir, a sua zona de conforto, devem mudar para conquistar Lady Camper. Meredith demonstra a sua admiração pelas mulheres, construindo personagens femininas num mundo de igualdade de género. Lady Camper destaca-se especialmente porque exemplifica a inteligência e o senso comum enquanto assume o difícil trabalho de reabilitar os egos masculinos.

4.95

REF: 9789899067561 Categorias: , Etiqueta:

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

01-2022

Idioma

Português

Páginas

80

Sobre o Autor

George Meredith

George Meredith nasceu a 12 de fevereiro de 1828, em Portsmouth, Inglaterra. Partindo do seio de um negócio familiar de alfaiates, pôde frequentar um seminário superior local graças a uma pequena fortuna da sua mãe, que morreu quando ele tinha cinco anos, e portanto adotar o papel de um jovem “cavalheiro” em tenra idade. Contudo, mais tarde, devido ao colapso da alfaiataria, tornou-se rapidamente consciente da disparidade entre esta posição e o seu verdadeiro nível socioeconómico. Meredith começou a compor poesia no início dos seus vinte anos e participou na publicação do Monthly Observer, uma revista literária de circulação privada para a qual enviou os seus próprios poemas e artigos críticos. Casou com Mary Nicolls em 1849 após um romance tumultuoso, mas o casamento não foi agradável nem duradouro, devido em parte às difíceis circunstâncias financeiras de Meredith. Não encontrando, de início, sucesso como autor, foi forçado a aceitar emprego como leitor de manuscritos para uma editora e como redator de editoriais e notícias para um jornal provincial. A sua própria escrita tinha de ser feita no tempo livre que lhe restava. Contudo, os seus trabalhos foram pensados para o futuro e centrados na transformação da sociedade. Era uma influência sobre outros autores, bem como um encorajador. Foi nomeado sete vezes para o Prémio Nobel da Literatura. As obras de Meredith são notáveis para análises de carácter psicológico e uma perspectiva profundamente subjectiva da vida que, bem antes do seu tempo, via as mulheres como verdadeiros iguais aos homens.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “O caso do General Ople”

O seu endereço de email não será publicado.

nineteen − two =