Mulherzinhas

As irmãs March do romance mais popular e duradouro de Louisa May Alcott têm cativado gerações de leitores, jovens e adultos, homens e mulheres. A história abre-se sobre a vida das quatro raparigas quando as duas mais novas, Beth e Amy, estão a entrar na adolescência, e Meg e Jo, as irmãs mais velhas, enfrentam o início das suas vidas como jovens adultas. A história segue as raparigas através da adolescência e do começo da feminilidade, e estas não podiam ser mais diferentes. Mas, com o seu pai ausente na guerra civil e a sua mãe a trabalhar para sustentar a família, a crescida Meg , a Jo “maria-rapaz”, a tímida Beth, e a precoce Amy devem contar umas com as outras. Quer estejam a montar uma peça de teatro, a formar uma sociedade secreta, ou a celebrar o Natal, há uma coisa que não podem deixar de se perguntar: Será que o pai regressará a casa em segurança? Cada rapariga tem um “castelo” imaginário pelo qual espera mas, no final, todas aprendem que nada pode trazer mais felicidade do que a de uma família próxima e amorosa.

4.95

REF: 9789899067578 Categorias: , Etiqueta:

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

01-2022

Idioma

Português

Páginas

168

Sobre o Autor

Louisa May Alcott

Louisa May Alcott nasceu a 29 de novembro de 1832, na Pensylvannia, Estados Unidos da América. Até 1848, Alcott recebeu toda a sua educação do seu pai, Amos Bronson Alcott, e estudou também com amigos da família como Henry David Thoreau, Ralph Waldo Emerson, e Theodore Parker. De 1850 a 1862, Alcott viveu em Boston e Concord, Massachusetts, e trabalhou como empregada doméstica, professora, e tomou a seu encargo outros trabalhos para sustentar a sua família. Durante a Guerra Civil, foi trabalhar como enfermeira em Washington, D.C. Desconhecida pela maioria das pessoas, Alcott publicava poemas, contos e contos juvenis desde 1851, sob o pseudónimo de Flora Fairfield. O grande sucesso de Little Women (Mulherzinhas) deu a Alcott independência financeira e criou uma procura de mais obras suas. Ao longo dos últimos anos da sua vida, revelou-se-lhe um fluxo constante de romances e contos, sobretudo para jovens, tirados diretamente da sua vida familiar. Os seus livros apresentaram protagonistas femininas fortes e independentes e, como resultado, o seu estilo de escrita teve um impacto significativo na literatura americana.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Mulherzinhas”

O seu endereço de email não será publicado.

four − four =