Promoção!

Infelizes

Infelizes: histórias vividas é uma colecção de contos de Ana de Castro Osório, uma proeminente escritora feminista portuguesa do início do século XX. As histórias retratam a vida das mulheres em Portugal durante uma época em que os seus direitos eram limitados e os seus papéis eram definidos principalmente pelas suas relações com os homens. O livro contém várias histórias, cada uma focando uma mulher diferente e as suas lutas. As mulheres vêm de diferentes classes sociais e origens, mas todas elas partilham um sentimento de opressão e insatisfação com as suas vidas. Tratam de questões como a violência doméstica, a pobreza, o isolamento social e as limitações que lhes são impostas pelo seu género.

5.95

REF: 9789899126633 Categorias: ,

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

04-2023

Idioma

Português

Páginas

72

Sobre o Autor

Ana de Castro Osório

Ana de Castro Osório nasceu a 18 de junho de 1872, em Mangualde, Viseu. Foi uma proeminente escritora, educadora e ativista feminista. Cresceu numa família de classe média e mostrou uma paixão pela literatura desde tenra idade. Continuou a estudar, mais tarde, na Universidade de Lisboa, onde se envolveu no movimento estudantil e começou a escrever para revistas literárias. A escrita de Osório centrou-se em questões relacionadas com os direitos da mulher e a justiça social, e rapidamente ganhou reputação como uma voz poderosa e influente na literatura portuguesa. Em 1901, foi co-fundadora da Associação Portuguesa de Mulheres, que defendia o sufrágio feminino e outras reformas. Ajudou também a estabelecer o Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas e serviu como sua presidente durante vários anos. A sua produção literária foi extensa, abrangendo romances, contos, poesias e peças de teatro. Ela é talvez mais conhecida pela sua colecção de contos, Infelizes: Histórias Vividas, que explorou a vida das mulheres em Portugal no início do século XX. O seu trabalho foi altamente considerado em Portugal e no estrangeiro, e recebeu inúmeros prémios e distinções pelo seu contributo para a literatura e o feminismo. Para além da sua escrita e ativismo, Osório foi uma educadora dedicada, e desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da educação para raparigas em Portugal. Também esteve envolvida em várias organizações culturais e serviu como directora da Biblioteca Nacional de Portugal.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Infelizes”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *