Promoção!

As índias negras

Júlio Verne acompanha o progresso da cidade mineira escocesa de Aberfoyle, perto de Stirling, ao longo de um período de mais de dez anos. O engenheiro mineiro James Starr parte para a antiga mina de Aberfoyle, que supunha ter sido já totalmente explorada, após receber uma carta de Simon Ford, um antigo colega de trabalho. Simon, o supervisor mineiro, e a sua família são descobertos por Starr a viver numa pequena casa na mina. Starr fica surpreendido ao saber que Ford descobriu a existência de uma veia de hulha significativa. O ambiente das personagens principais começa a experimentar acontecimentos estranhos e inexplicáveis, que são originalmente atribuídos a duendes e fadas. Forma-se rapidamente uma comunidade na mina em torno do lago subterrâneo após a recente descoberta, revitalizando a vizinhança. Harry, filho de Simon, continua a explorar o sistema subterrâneo, desconfiado de uma força negra em ação, e depara-se com uma jovem órfã chamada Nell enquanto explora um dos túneis. Esta misteriosa jovem não revela nada sobre o seu passado a não ser o facto de nunca ter saído da mina.

5.95

Em stock

REF: 9789899126374 Categorias: ,

Detalhes

Capa

Mole

Dimensões

140 x 210 mm

Edição

04-2023

Idioma

Português

Páginas

192

Sobre o Autor

Júlio Verne

Júlio Verne nasceu a 8 de fevereiro de 1828 em Nantes, em França. O seu pai, com a intenção de conseguir que o seu filho seguisse os seus passos como advogado, enviou-o para Paris para estudar Direito. Mas o jovem Verne apaixonou-se desde cedo pela literatura, especialmente pelo teatro. Verne casou em 1857 e trabalhou como corretor na Bolsa de Valores de Paris durante vários anos. Durante este tempo, continuou a escrever, a conduzir pesquisas na Bibliothèque Nationale, e a sonhar com um novo tipo de romance – um romance que combinasse factos científicos com ficção de aventura. Publicou o seu primeiro livro em setembro de 1862, Viagens Extraordinárias, que imediatamente se tornou um best-seller internacional, e Pierre-Jules Hetzel, editor de Verne, ofereceu-lhe um contrato a longo prazo para escrever muito mais obras de "ficção científica". Mais tarde, Verne deixou o seu emprego na bolsa de valores para se tornar escritor a tempo inteiro, lançando o que viria a revelar-se uma colaboração autor-publicador de grande sucesso que durou mais de 40 anos. Durante o século XX, as obras de Verne foram traduzidas em mais de 140 línguas, tornando-o um dos autores mais traduzidos do mundo.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “As índias negras”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *